• Blog
  • A história por trás do nome de uma cidade: Colatina

A história por trás do nome de uma cidade: Colatina

A história por trás do nome de uma cidade: Colatina

A história por trás do nome de uma cidade: Colatina

Se você nunca se perguntou por que uma das maiores cidades do Espírito Santo tem este nome, então você precisa conhecer Colatina. Não, não estamos falando da cidade. Você precisa conhecer Dona Colatina, a mulher responsável por inspirar o nome dessa bela cidade capixaba. Quem foi, então, essa Dona Colatina?

Ela nasceu em 24 de novembro de 1864, em São Paulo. Seus pais eram descendentes de um dos cavaleiros fidalgos da tropa do rei Dom João III. Era uma bela jovem e já dominava o alemão, o francês e o italiano. Também aprendeu música e adorava participar de saraus. Casou-se em 1882 com José de Melo Carvalho Muniz Freire, esse que também inspirou o nome de outro município do estado. Dona Colatina teve 10 filhos, quase todos eles com nomes bem incomuns: Izilda, José, Alarico, Átila, Genserico, Olga, Dora, Ragadázio, Manoel e Ilma. Colatina era muito católica, apesar de não ser muito apegada ao culto, e prezava muito por sua família. De acordo com historiadores, tinha muito carinho pelos filhos, pelo marido e dedicou sua vida a eles.

donacolatina

Dona Colatina

Em 1899, foi homenageada cedendo o próprio nome à Vila de Colatina, pelo desembargador Afonso Cláudio. Em seu discurso, ele disse: “Esta homenagem à paulista, certamente, tornará próspera a futura cidade.” E não é que ele estava certo? A cidade que hoje tem a maior economia do norte do estado começou com o pé direito, ou melhor, com o nome certo. E a CBL tem orgulho de hoje, muitos anos depois, entrar nessa bela história.

Deixe um comentário